Ao continuar navegando você concorda com as Políticas de Privacidade desse site.

Rádio UnirG

UnirG – Universidade de Gurupi
UnirG – Universidade de Gurupi

UPA de Gurupi é selecionada para implantação do Projeto Sepse


23 de Novembro de 2022



A Unidade de Pronto Atendimento Drª Marcia Mucky - UPA24h de Gurupi foi convidada pelo Hospital Sírio Libanês para participar do segundo ciclo do “Projeto Capacitação para identificação e tratamento precoce da sepse nas Unidades de Pronto Atendimento UPA’s”. O encontro reuniu equipes das UPA’s de todo o País, realizado na última semana, em São Paulo (SP).

O Projeto Sepse nas UPA’s tem o objetivo de capacitar os profissionais das Unidades de Saúde. As orientações são feitas de maneira presencial e à distância. A seleção das UPA’s participantes é feita pelo Ministério da Saúde, que também se responsabiliza pelos critérios para a definição da escolha.

Segundo o Instituto Latino Americano de Sepse - ILAS, a Sepse é conhecida como infecção no sangue ou infecção generalizada, sendo a principal causa de morte em Unidades de Terapia Intensiva – UTI’s. Ela é o mau funcionamento dos órgãos, com risco de morte, provocado pela ação de micro-organismos no corpo, como bactérias e vírus. A identificação precoce dos sinais e sintomas é determinante para a saúde do paciente.

Participaram da reunião, ministrada pela equipe do Hospital Sírio Libanês, a coordenadora de enfermagem da UPA, Liliane deAbreu Pinto Barbosa, a diretora da clínica da UPA, Andrea Bastos, e o coordenador de apoio administrativo, Wallefer Mendes.

“O encontro foi extremamente proveitoso e a partir dele, vamos estimular a equipe a construir esse Projeto de acordo com a nossa realidade local, pois trabalhamos com ações de sensibilização da equipe multidisciplinar da UPA. O objetivo é implantar o protocolo Sepse na identificação precoce de pacientes suspeitos na unidade, envolvendo setores importantes no reconhecimento e manejo desse protocolo”, explicou a coordenadora de enfermagem da UPA.

Na segunda-feira, 21, a equipe que esteve na capacitação, juntamente com a diretora de proteção e vigilância a saúde e atenção básica, Cejany Rodrigues Vieira e o coordenador geral da UPA, Alexandro Miranda Rodrigues, apresentaram o resultado da capacitação ao secretário municipal de saúde, Sinvaldo Moraes.

Segundo o coordenador geral da UPA, conforme a Unidade for recebendo as orientações do Hospital Sírio Libanês serão colocadas em prática. “Inicialmente será feita a identificação da Sepse, e de acordo com a nossa população e necessidade será feito um protocolo de atendimento. Esse projeto é feito por etapas e conforme ele for sendo aplicado, será implantado dentro da UPA. De imediato já vamos iniciar as recomendações passadas a nossa equipe. O objetivo do Ministério da Saúde é minimizar as infecções hospitalares”, avaliou

 “Para a detecção precoce da Sepse é necessário o envolvimento de todos os profissionais da UPA. Este protocolo, permitirá aumentar o reconhecimento da Sepse, seu diagnóstico e o tratamento precoce, permitindo a adoção de medidas de contenção da doença, a fim de impactar, de forma positiva, nos desfechos clínicos”, explica Sinvaldo Moraes.

A Prefeitura de Gurupi, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e em parceria com a Universidade de Gurupi (UnirG), têm buscado alternativas para aperfeiçoar o atendimento e gestão integral do atendimento de urgência e da rede pública de saúde do município.

“Nós da UnirG temos por excelência o ensino, o aperfeiçoamento e a capacitação dos servidores. Não poderíamos ficar de fora desse projeto que visa dar qualidade ao atendimento, além de segurança aos usuários e servidores. É um projeto importante realizado pelo Ministério da Saúde que irá identificar de forma precoce os pacientes com a Sepse", finalizou o presidente da Fundação UnirG, Thiago Miranda.

 

 

Redação: Giselli Raffi

Informações: Nicéia Menegon – Ascom/Semus

Fotos: Ascom/Semus

 

 

 






UnirG
Prefeitura

Nossas Redes Sociais