Publicado em 18 Abril 2017

Acadêmicos do curso de Psicologia do Centro Universitário UnirG estiveram ontem 17, na Aldeia Boa Esperanca, em Formoso do Araguaia (TO). No local, os estudantes realizaram ações sobre saúde mental com indígenas das etnias Karajá e Javaé, na Escola Indígena Watakuri.

 

c40c7237-168a-4465-954d-ba42f1cf319fDe acordo com a professora Márcia Padilha, responsável pela disciplina “Intervenção em populações diferenciadas”, ministrada no 10º período, “um dos compromissos da Psicologia é a atuação com grupos minoritários refletindo o acesso das pessoas a cidadania educação saúde e cultura”.

  

Na oportunidade os estudantes realizaram palestras e dinâmicas com os indígenas a respeito da valorização da vida, prevenção ao suicídio e ainda sobre autoestima. 

 

Para o acadêmico Dieferson Teles, a experiência foi importante para a sua formação. "Pude conhecer melhor como é o dia a dia dos moradores da aldeia, o convívio social e a cultura indígena. Isso contribuiu muito com a minha aprendizagem sobre o assunto e pude observar novas possibilidades de atuações futuras". 

  

1d37ce70-e5fb-43e0-829c-3d74f0d15e35   4a5bea7a-c5e8-403f-b89a-fe0d64fd0f1e